Vídeo
0

Passou uma semana desde que vi a reportagem sobre os pais que perderam a filha, alérgica às proteínas do leite de vaca, na sequência de um choque anafiláctico. Eu já tinha ouvido falar do caso e cheguei a referi-lo, como exemplo de uma reacção com um desfecho trágico, em algumas das formações que dei, na minha condição de vice-presidente da Alimenta.

Acredito que ninguém tenha ficado indiferente ao relato daqueles pais. Eu fartei-me de chorar porque o nível de identificação com a situação é brutal, ainda que, não consiga conceber sequer a dor que será…

Gostaria apenas de fazer dois comentários sobre este caso e a sua divulgação:

Mais uma vez, foram confundidos os conceitos de intolerância à lactose e alergia às proteínas do leite de vaca. São condições clínicas distintas, com manifestações distintas, também. Escrevi sobre isso aqui.

A administração, correcta e atempada, da caneta de adrenalina pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

 

Vídeo
0

Sorrir e acenar

Quando a vida nos obriga a parar, só nos resta sorrir (sempre que o efeito do anti-inflamatório o permitir) e acenar (com os dedos que ainda mexem).

Vídeo
0

A nova epidemia

Não sou de lágrima fácil, mas este documentário “deu conta de mim”.

An Emerging Epidemic: Food Allergies in America from Discovery Channel CME on Vimeo.