4

Bolachas Saudáveis

É tão difícil encontrar bolachas sem os principais alergénios, que não estejam carregadas de açúcar e que agradem ao petiz cá de casa! Foi com satisfação que concluí que estas, do Os Temperos da Argas, cumprem os três requisitos: INGREDIENTES: 150g farinha de aveia (sem glúten) 40g de polvilho doce 100 de alperces / tâmaras (sem…
Ler mais »

0

Bolo de Reis

Andava há algum tempo com vontade de experimentar uma receita sem glúten e sem ovos, apesar do Pedro poder comer ambos, felizmente. Ontem acabou por proporcionar-se e, já passava das 23h00, quando tirei este bolinho do forno: INGREDIENTES 150g de farinha de arroz; 66g de fécula de batata; 25g de polvilho doce; 1g de goma…
Ler mais »

0

Crocantes de Frango

O mês de Setembro é sinónimo, para muitos, de final de férias, de regresso ao trabalho, de regresso à escola, em suma, às rotinas do dia-a-dia. Nós não somos excepção! Para tornar o processo o mais suave possível vamos testando receitas com a rapidez de execução que as semanas de trabalho exigem, mas ainda a…
Ler mais »

0

Queijo de Caju

Por vezes, sinto quase uma espécie de compulsão para testar uma determinada receita. Não me sai da cabeça, confiro vezes sem conta se tenho todos os ingredientes e, até já me aconteceu, fazer uns valentes quilómetros para ir comprar algum que me falte (percorrer o quilómetro extra, lá está). Com este Queijo de Caju aconteceu isso…
Ler mais »

0

Banana Gelada

Este fim-de-semana, particularmente quente, ditou que a sobremesa de domingo fosse algo prático, rápido, do agrado de todos e, mais importante, sem leite, ovos e glúten! Ingredientes: – Bananas; – Chocolate (usei da Moo Free); – Caju; Preparação: Cortar as bananas às metades, espetar-lhe pauzinhos de gelado (ou palitos de espetadas) e levar ao congelador cerca…
Ler mais »

0

Pão Nuvem

A receita do Pão Nuvem tomou de assalto a Internet e, um pouco por todo o lado, começaram a aparecer variações deste “pão” sem hidratos de carbono. Eu tive de experimentar, claro! Como quase tudo o que se cozinha nesta casa, acabou por sair bem mais dispendioso do que a receita original, em virtude das…
Ler mais »

2

“Bolachas” com Pepitas de Chocolate

O fim-de-semana chuvoso estava mesmo a pedir uma receita reconfortante. Pesquisei, na Internet,  receitas de bolachas com pepitas de chocolate e cheguei a esta do site Dona Bimby, que me cativou logo pela simplicidade e rapidez de execução. Eu acho que segui os passos à risca, mas o resultado está mais perto de scones/broas com…
Ler mais »

0

Barritas de Cereais

Eu sou uma fã assumida de barras de cereais, mas as de compra não só são caras como são muito doces para o meu gosto. Já tinha compilado várias receitas e, finalmente, tive oportunidade de deitar mãos à obra. Como já vem sendo hábito, fiz tudo mais ou menos a olho e até nem saiu…
Ler mais »

0

Massa de Quiche / Tarte Salgada

Quem cozinha muito como eu, tende a acumular restos e restinhos de comida, no frigorífico. Regra geral, e porque não gosto mesmo nada de desperdiçar, estas sobras acabam a conviver amenamente dentro de uma quiche ou tarte salgada, se preferirem.O recheio compõe-se, basicamente, do que houver e, também, de ovos batidos com um pouco de…
Ler mais »

1

Primeira experiência com Aquafaba

11742726_1666518923577345_4417705753812033675_n

Take 1

Desde que comecei a ler sobre a Aquafaba fiquei em pulgas para testar. Decidi que a primeira experiência seria esta mousse de chocolate.

Independentemente do resultado, também tinha muito claro que seria apenas para os adultos cá de casa experimentarem. Apesar do meu entusiasmo por este preparado, dar algo a uma criança de três anos, cuja base está carregadinha de conservantes  não me parece uma boa ideia…
Sem mais delongas abri um frasco de grão de conserva, escorri o líquido e comecei a batê-lo com a batedeira. Os resultados são visíveis logo de início e, em poucos minutos, é possível obter estas “claras sem ovos”. Neste afã, esqueci-me de derreter o chocolate e só o fiz posteriormente. Conclusão: estava demasiado quente para juntar ao preparado. Posto isto, como grande nabiça que sou, do que é que me lembrei? Isso! Vou juntar um pouco de Aquafaba ao chocolate para o arrefecer. Assim, num momento à Heston Blumenthal (not!) o chocolate começou a espessar e ficou tipo… pedra! Nota: era o único chocolate que eu tinha em casa e já não era possível fazer nada com ele.

Não me dei por vencida e resolvi juntar cacau em pó ao preparado que, entretanto, já começava a “esmorecer”. Foi a estocada final: ficou completamente líquido e acabou por ir tudo fora. Provei, contudo, o resultado do meu infrutífero trabalho. Estava agradável de sabor. 🙂

Take 2

Desta vez, comecei por derreter um chocolate de culinária em banho-maria e deixei arrefecer. Só depois fui bater em castelo a água do grão (aí está uma frase que jamais me passaria pela cabeça escrever!). Utilizei grão de uma marca diferente e constatei logo que a primeira era melhor. Esta era salgadíssima e tive de compensar adicionando açúcar, a olho. Incorporei o chocolate e envolvi, delicadamente. Deixei consolidar algumas horas no frigorífico.

Fica uma mousse muito leve. Acredito que com a água que usei na primeira experiência tivesse ficado melhor. Infelizmente, não gerou consensos!

Cenas dos próximos episódios: suspiros! 😛