No olho do furacão

Há dias em que o feed de actualizações das minhas redes sociais é composto, quase exclusivamente, por assuntos relacionados com a alergia alimentar. Sejam notícias, actualizações de blogues, de associações, de grupos de mães, etc. Com maior ou menor atenção gosto de dar uma vista de olhos em todos eles.

Nas últimas semanas começaram a aparecer publicações vindas dos EUA, relativamente às movimentações da comunidade alérgica, face à chegada iminente do furacão Irma. A capacidade de mobilização destas pessoas maravilhou-me: listagens exaustivas dos abrigos e dos bancos alimentares que tinham alimentos “seguros”, listas das famílias com elementos alérgicos com disponibilidade para acolher outras pessoas com as mesmas alergias. Uma realidade bastante diferente da nossa.

Do deslumbre passei ao “estado de alerta” e voltei a matutar neste assunto, do qual já falei aqui e aqui. Neste momento de instabilidade de ordem tão variada, as pessoas com necessidade de fazerem uma alimentação adaptada (e não só!) têm de estar preparadas de algum modo.

No início do Verão li um artigo do Pedro Andersson, intitulado “Kit de Emergência em Caso de Catástrofe”, que dá dicas muito boas e que cada um poderá adaptar à sua realidade.

Partilho-o: http://contaspoupanca.pt/?s=terramoto

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *