5 Tipos de Pais de Crianças com Alergia Alimentar

1 – O “Laissez faire, laissez passer”

O pai “laissez faire, laissez passer” sabe que a engrenagem está bem oleada. Habituou-se a intervir o menos possível, sob pena de colocar em risco o equilíbrio alcançado.

2 – O Autodidacta

Após o diagnóstico do seu filho, o pai autodidacta decidiu que iria ler todos os documentos médico-científicos sobre alergia alimentar, disponíveis na Internet. Cita position papers da EACCI nas consultas de imunoalergologia, nos jantares de família e, rezam as más línguas, nas reuniões de condomínio.

3 – O “Paiossaurus”

O “paiossaurus” é um pai que ainda está em negação relativamente à alergia alimentar do seu filho. Recusa-se a incorporar novos comportamentos nas suas rotinas e não considera, sequer, provar o bolo de aniversário do seu filho.

“Um bolo sem leite e sem ovos? Deve ser uma bela porcaria!”

4 – O Convertido

O pai convertido é um “paiossaurus” em recuperação. O clique deu-se quando viu o brilho nos olhos do seu filho a olhar para aquele bolo… sem leite e sem ovos.

5 – O Bolt

O pai Bolt é um velocista por excelência. Percorre quilómetros para ir comprar as tais bolachas sensação, mantém o sangue frio em situações de emergência, é um activista da causa e tem sempre uma palavra de conforto para quando as invenções culinárias da sua respectiva resultam, como diria o “paiossaurus”, numa bela porcaria! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *