Qualquer semelhança com a realidade (não) é mera coincidência

Ainda não são oito e meia da manhã.  Uma mãe chega ao infantário do filho. Acto contínuo, esta mãe despe o seu sobretudo e pendura-o no pequeno cabide, já preenchido com alguns casacos e mochilas infantis. Pensa: “Que chatice, vai ficar a arrastar pelo chão. Porque é que fazem estas coisas tão pequenas?”

A mãe é olhada com incredulidade pela educadora e pelo seu próprio filho, que continua todo encasacado. A mãe apercebe-se que despiu e pendurou o seu próprio casaco e não o do seu filho. A mãe desculpa-se, envergonhada. A educadora assegura que esta mãe não é a primeira a fazer tal coisa.

Já no carro, a mãe reflecte sobre o sucedido e considera tomar um suplemento vitamínico.

Chega ao trabalho. Senta-se a trabalhar, encasacada. 🙂

busy-mum

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *